Princesa

by Carne Doce

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      $7 USD  or more

     

1.
04:28
Cê tá pensâno o quê? Cê tá pensâno que eu sô quem? Cê tá bestâno pra cima de mim Vai catá coquin Cê bêsta, sô! Môss, cê num me conhece Môss, cê cala essa boca Môss eu vô bejá/lambê sua boca Conheço seu tipin Só quer aparecer! Aí, vê! Como eu falei Co rabo entre as pernas Taí, como eu previ Só é macho pras donzela (Salma Jô e Macloys Aquino)
2.
06:01
Deixa eu tentar provar pro seu coração Que é pro seu bem, pra sua satisfação A vida é curta pra dizer sempre não Vem cá te ajudo a perder a razão Princesa, meu jeito vulgar vai te conquistar Eu enxergo com as mãos Esqueça, deixa pra julgar quando eu terminar Cê vai ter outra opinião A minha gata sabe e sente o quanto eu dou o melhor de mim Na minha lingua não sobra nenhum segredo, é garantido assim Sabe e sente o quanto eu dou o melhor de mim Na minha lingua ela dá sempre sem medo é sempre assim (Salma Jô e Fernando Almeida Filho)
3.
03:46
Eis que outra vez violenta me assalta Essa saudade dos primo E de um cavalo arreado Leonardo já é mais aliado Que Beyoncé O amor que eu pude esquecer De quem até se preocupava com o sereno Que caía em mim Que inda cai em mim O abraço gordo e suado De um pai qualquer A quem chamam de Júnior Seis pau, ladrão Violeiro, cachaça Perna de mulher E um bicho inteiro na brasa Se deus quiser Cos primo no corgo Um peão é o primeiro amor Ali se aprendia a pescar Um bom pescador Ali o sereno matava Até o matador (Salma Jô e Macloys Aquino)
4.
04:42
Não se esqueceu de saltar a janela Mas lhe faltou a coragem Auto­-sabotagem Uma virtude dela Sempre soube que o voo dispensava a janela Mas se encontrava a coragem Auto-­sabotagem Toda virtude dela De ver gente voando Já estão cansados No silêncio e na paz do seu próprio umbigo Duvida até se tem dúvidas Se voar é fuga Se o céu é seu destino Se é pequeno ou se é mesquinho Seu sonho domesticado Ou mais um pecado que faz mais genuíno O seu prazer De ver gente voando Já estão cansados De ver gente voando E nem é preciso olhar pro céu pra ver Essa gente voando Pise as sombras firme para decolar e ser Dessa gente voando O que cê tá esperando? Vô tá te esperando (Salma Jô e Macloys Aquino)
5.
03:46
(Salma Jô e Macloys Aquino)
6.
03:49
Eu te odeio Nunca mais me beije aí Que eu morro de rir Que me dá um negócio Que eu vô tê um troço E a gente vai Ter que terminar Vai, me fotografa Diz, você me acha bonita? Eu tenho tanto medo de esquecer o seu cheiro De que você bata o carro De que você se divirta muito, muito escancarado quando me trair Vâmo num restaurante caro Vâmo prum boteco, vamo por aí Jurar pra sempre (Salma Jô e Macloys Aquino)
7.
10:27
8.
02:35
Da tua poltrona Tu regias o mundo O teu tamanho Era a medida de todas as coisas Nada escapava Ao teu saber profundo Nem tinha fundo Mas inda assim tinha sempre razão Inclusive sobre mim Principalmente sobre mim Até hoje quem mais e melhor me serviria de inspiração? Até hoje o seu não Até hoje o seu sermão Até hoje eu espero a sua benção (Salma Jô e Macloys Aquino)
9.
04:12
10.
06:38
Ja tá cansado da minha voz porque O tempo todo um timbre feminino é Pra maioria algo enjoativo Que tal se agora entrasse um homem aqui? Pra gente dar aquela variada Não é um gosto pessoal Às vezes é o que pede o som E eu inda posso ser a backing vocal E posso pagar pau Enquanto você me diz pra me inspirar nos Mutantes e na Rita Lee Eu posso até rir Enquanto você conta uma piada que era minha Uma ideia que era minha Você descobre as coisas que eu já disse Que eu já disse quatrocentas vezes As vezes eu te odeio muito, às vezes Quem sabe eu tô naqueles dias Acho que tô naqueles dias Alimentando a fantasia De que ao falar farei justiça Se eu falo é ‘me desculpa’ Se eu falo é ‘com licença’ Se eu falo é ‘obrigada’ Pois aproveitando essa hemorragia Vou me dar o luxo de ser verborrágica Com você não basta que eu seja prática Você não sustenta um raciocínio lógico E eu já não suporto te explicar o óbvio Você finge me tratar como igual Mas seu arroto é pura condescendência Não, eu não quero me acalmar Eu não preciso de um tempo Eu na verdade sei que não adianta esse lamento Você não vai se apurar, não importa quanto tempo passe Meu sexo sempre é um impasse E a razão pra me acusar Que é por isso que eu sô histérica, eu não sô histérica eu só tô histérica Que é por isso que eu sou neurótica, eu não sou neurótica eu só tô neurótica Que é modinha eu ser selvática, meu bem eu sempre fui selvática E é bom que você se cuide, não vai ter quem lhe acude quando eu quiser te capar (Salma Jô e Macloys Aquino)
11.
07:17
Ainda dá Pra eu acordar amanhã E fazer tudo certo Se eu ralasse Como os meus pais Se eu fizesse o que é certo Mas a masturbação E essas reportagens E a opinião que eu tenho que dar Eu tinha que ir ali Eu tinha o tempo todo ali Eu tinha tudo pra virar Mas sempre ainda, sempre dá Pra não deixar pra amanhã E achar meu lugar Mas agora já não posso Pois cansada, acho, mereço um um açaí A ansiedade cobra um preço Mas eu nunca pago a conta, então, enfim Vagal bem intencionada Sempre hão de gostar de mim

credits

released August 24, 2016

license

all rights reserved

tags

about

Carne Doce Goiânia, Brazil

Canções compostas à mesa ou à cama... Da intimidade de uma casa surge o Carne Doce.

contact / help

Contact Carne Doce

Streaming and
Download help

Report this album or account

If you like Carne Doce, you may also like: